Apostas online

Steve Smith de volta ao seu melhor pela Austrália deve ser valorizado

Algumas objeções vêm dos ovos da Internet que geram tópicos de comentários, condenando-o como um trapaceiro que nunca deveria ser permitido perto de um campo de críquete novamente – você sabe, como todos os outros adulteradores de bola que foram banidos para sempre em vez de serem festejados como grandes do jogo, com contratos de comentários e lugares no hall da fama.

Outra interpretação é que o críquete agora é fútil porque Smith é bom demais. Ele ficou fora do jogo um ano e meio, confinado a tarefas de escritório por algum chefe que não apreciava sua maneira de obter resultados. Mas no instante em que voltou para aquelas ruas cruéis, ele começou a limpá-las novamente.Dois séculos depois de duas tentativas, e os Ashes podem muito bem ser rendidos agora. Moeen Ali pode ser uma fortaleza da Inglaterra novamente, apesar de Nathan Lyon atacar | Vic Marks Leia mais

É verdade que Smith pode se tornar impossível de jogar e nunca mais do que contra a Inglaterra: cinco séculos em seus últimos seis testes de cinzas, com média de 139. Isso é uma grande quantidade de cruzamentos os tocos para derrubar um único para midwicket. Às vezes, Smith parece formar uma parede: um taco que sempre passa a bola pelo meio, duas almofadas alinhadas atrás dela que nunca são rebatidas. Em um jogo que depende de tirar os jogadores, o que acontece quando você não consegue tirar um?

Claro, nada disso é realmente preciso. Qualquer um pode, deve e vai sair. Cada batedor falha na maioria das vezes. Smith pode conseguir um par esta semana no Lord’s.O que ele fez foi desenvolver um sistema contra um ataque de braço direito de ritmo uniforme, enquanto neutralizava o principal fora-giratório da Inglaterra.

Conforme Smith explicou em 2017, ele costumava tomar guarda no coto do meio e não tem um movimento preliminar. Isso significava que ele poderia ser puxado para as bordas fora do toco. Podia-se ver isso no Trent Bridge 2013: imóvel enquanto a bola era lançada, batia alto no backlift, ele dirigiu forte por uns 50 importantes antes de Jimmy Anderson encontrar um outswing e um nick.

Para combater Com isso, Smith acabou ficando de guarda no coto da perna e deu um passo para a frente.Isso pode tornar os jogadores vulneráveis ​​a lbw, mas Smith é tão forte que abre a área de pontuação enquanto encolhe o canal. “É um grande movimento”, explicou ele, “mas, para mim, trata-se de tentar minimizar as formas como você sai. Se os caras me tirarem de lá, digo bem jogado, parabéns, mas, se eu cortar um, é quando fico chateado comigo mesmo. ” Facebook Twitter Pinterest A força das pernas de Steve Smith é uma parte fundamental de seu sucesso. Fotografia: Mike Egerton / PA

A melhor maneira de pegar Smith ainda é a borda externa. É aí que qualquer jogador está vulnerável. Os jogadores que continuam alimentando a linha em suas almofadas são aqueles que ele continua se empanturrando. Anderson também tentou manter essa perspectiva no podcast Tailenders da BBC. “Ele é um grande jogador, mas é um ser humano.Há maneiras de tirá-lo de lá, seja tentando todos esses planos sofisticados – apenas mantendo o básico um pouco mais. ”

Anderson já conquistou os grandes nomes de sua época e tirou todos eles em uma vez ou outra. Talvez seja mais possível para ele evitar jogar com a reputação do que com o jogador. Um exemplo é o repentino interesse febril no giro do braço esquerdo, com Smith tendo uma média de 37 contra ele, em oposição a 51 ou melhor contra o giro do braço direito ou ritmo com qualquer um dos braços. Mas o caso foi definitivamente exagerado.

Rangana Herath acertou Smith cinco vezes no Sri Lanka em 2016, mas foi Herath em sua melhor forma, jogando boliche com metade dos saldos da equipe e acertando 27 postigos em pistas de giro. Ravindra Jadeja o teve quatro vezes, mas também arremessou metade dos saldos quando a Austrália o visitou em 2017.Keshav Maharaj e Dean Elgar o pegaram quatro vezes em 2018, mas a África do Sul não tinha botão giratório do braço direito. Se alguém enfrenta principalmente o boliche do braço esquerdo, não há significado em chegar até ele. The Spin: inscreva-se e receba nosso e-mail semanal de críquete.

Em termos de spin do braço direito, o melhor histórico de Smith inclui qualquer número de funcionários em tempo parcial e jogadores de boliche, como Moeen Ali, em quem ele escalou. Moeen dispensou Smith três vezes em 18 entradas enquanto distribuía um caminhão de corridas. O que Smith fez foi nunca deixá-lo se acomodar.

A Inglaterra trará o artilheiro esquerdo Jack Leach para Moeen no Lord’s, embora isso tenha muito a ver com a falta de forma de Moeen.Três dias depois, Smith estava enfrentando canhotos locais. “Não há margem para erro com o comprimento e você tem que ter o ritmo certo”, foi a observação de um dos arremessadores da rede. Algum tiro falso? Um aceno de cabeça. “Apenas lançar um ponto para Steve Smith é uma conquista.”

Durante o feitiço, Smith continuou elogiando as entregas em vôo ou em forma. Ele continuou tocando cada parte de seu corpo, como ele faz no meio. Ele ficou até perto do fim, assim como David Warner. Esta foi uma sessão opcional. Claro que eles estavam lá. Nada disso é coincidência.

Steve Smith não está destruindo o críquete de teste. Ele o divertiu, depois o machucou, agora ele o está enfeitando novamente – o melhor em seu melhor, desafiando as probabilidades. Ética e ramificações podem ser discutidas por décadas.Mas não levará muito tempo para perceber que nestes breves anos temos testemunhado algo muito especial.